É claro que é motivo para se preocupar. Impossível não parar de pensar no futuro, e em como as coisas se encaminharão nos próximos meses.

Mesmo assim, e agora?

O mais importante é: tenha calma. Trace uma estratégia para sobreviver sem o salário habitual, e comece o programa para se recolocar no mercado de trabalho o mais rápido possível. Nem pense em pegar o dinheiro da rescisão e levar a família na Disney ou viajar para Europa para esfriar a cabeça! Cada centavo conta. Afinal, nunca se sabe quanto tempo você ficará sem trabalho.

Mesmo sendo difícil e decepcionante, nesse momento você precisa aproveitar o tempo livre para se preparar e ter sucesso na busca por um novo emprego. Comece a procurar já!

O primeiro passo é a elaboração de um currículo. Pegue aquele seu antigo e dê uma revigorada nele. Não pode haver nenhum erro de português sequer. Acrescente informações relevantes dos últimos empregos, relate cursos extra curriculares e, por que não, direcione currículos diferentes para empresas diferentes. Mostre para seu futuro empregador o quanto ele é importante e especial!

É essencial a partir de agora saber controlar os gastos. Corte os itens supérfluos, crie uma planilha de gerenciamento financeiro (existem milhares de modelos na internet), seja sincero com a família, explique o que está acontecendo e mostre como farão para sair dessa situação.

Faça acontecer: estabeleça como meta as empresas de sua preferência. Pesquise-as, descubra suas rotinas de trabalhos, o valor de mercado, o preço das ações (caso ela tenha capital aberto), qual o tipo de processo seletivo etc. Pesquise notícias para que você saiba o que dizer na entrevista.

Tenha foco e paciência. Saiba que, se você fizer seu melhor, conseguirá recolocar-se. Aqui no blog, ajudaremos você que perdeu o emprego, ou que está com vontade de mudar de ares, o passo a passo do que fazer para tornar essa tarefa menos árdua. Conte conosco!

Bom trabalho!

*Texto de Marcos Vini

Anúncios