No último dia 26, publiquei um post intitulado Persistir ou Desistir?, que trata da postura de quem está lutando bravamente para se recolocar nesses tempos difíceis de mercado de trabalho. E não é que a premiação do Oscar 2016, ocorrida ontem em Los Angeles, mostrou um espetacular exemplo de persistência? Pois é, o excelente ator Leonardo DiCaprio, após 5 indicações, finalmente levou a merecida estatueta de melhor ator, em sua brilhante performance em O Regresso.

DiCaprio faz parte do time de elite dos atores de Hollywood. Alçado à fama após o mega sucesso Titanic, no longínquo ano de 1997, vem estrelando ótimos filmes e atuações ano após ano, nos quais destaco O Aviador, Gangues de Nova Iorque, Django e O Lobo de Wall Street. Como não me atrevo a bancar o entendido de cinema, que de fato não sou, falarei baseado naquilo que todos nós lemos nas revistas e jornais. Foram quase 20 anos de luta e trabalho árduo para obter o maior e mais importante reconhecimento que um ator de cinema pode almejar. E cá entre nós, foi pra lá de merecido!

Destaco a persistência do ator em não se abater pelo resultado anterior, e sempre buscar a superação no trabalho seguinte! Que motivação para nós, que sempre queremos tudo pra ontem, e que por qualquer coisa que demore mais de um ano, parece que nos falta o chão! Não temos a paciência e a vontade do Leo DiCaprio para prosseguir e ir em busca dos nossos objetivos. Adoramos iniciar trabalhos novos, atividades inovadoras, mas no primeiro percalço, já nos dá vontade de chutar tudo e culpar céus e terra pelos infortúnios que a vida coloca.

Aprendi muito com esse ator, e a história dele me motivou a seguir em frente mesmo que o reconhecimento demore muito! Certamente, se estamos fazendo o que é certo e, melhor ainda, dando o melhor de nós mesmos, a recompensa certamente virá em boa hora!

Valeu, DiCaprio! Parabéns! Obrigado por nos mostrar a importância da persistência na vida profissional!

Eng. William Mazza

Anúncios