Recrutador: quebre a lógica estúpida do mercado!


Não adianta! Podem me explicar duzentas vezes, que não concordarei com a prática de oferecer vagas preferencialmente para quem já está empregado, ao invés de ofertar a mesma oportunidade para quem está disponível no mercado de trabalho. Na minha opinião, é uma insensatez! Explico.

Vamos aos motivos que levam recrutadores a darem preferência por aqueles que estejam empregados, em vez de procurar quem está parado:

  1. A pessoa está desempregada por algum problema que teve na empresa anterior. Nem sempre! Alguém pode estar desempregado por uma série de outros motivos: fechamento da empresa, corte de turno de trabalho, terceirização daquela atividade, politicagem interna, chefe inseguro e muito mais.
  2. A pessoa está desempregada por que teve baixa performance. Nem sempre! Tudo que descrevi no item acima vale aqui também.
  3. A pessoa está desatualizada. Nem sempre! Já vi gente com 30 anos de casa mega-super-ultra – desatualizada. Aliás, alguém fora do mercado pode estar muito mais atualizado do que alguém trabalhando, é só questão de atitude pessoal.
  4. Quem está parado, está desesperado para arrumar qualquer coisa. Nem sempre! É claro que voltar a trabalhar é o maior desejo de quem está parado, mas daí a dizer que a pessoa aceitará qualquer coisa só para retornar às atividades, é um exagero.

 

Agora, ofereço bons motivos para que um recrutador dê oportunidades a quem estiver em busca de recolocação:

  1. Ajuda a amenizar a grave crise social provocada pela inépcia do governo atual (sim, as empresas também têm papel social!).
  2. Disponibilidade imediata. Na maioria dos casos, os que estão em busca de recolocação podem iniciar um novo emprego quase imediatamente, sem ter que ficar aguardando por aviso prévio.
  3. Menor chance do candidato aprovado dar para trás. Quando se tenta contratar um candidato que está na ativa, sempre existe a chance de uma contra proposta por parte do empregador dele, e melar todo tempo e recurso despendidos na seleção.
  4. Contrata um funcionário que dá mais valor à empresa. Quem passa pelo flagelo do desemprego, amadurece muito. As horas sem trabalho geram muitas e muitas reflexões, e certamente trazem o benefício de uma gratidão maior pelo fato de estar empregado. Quem troca de empresa por outra, como quem troca de camisa, obviamente, não está ligando muito para além do próprio umbigo, e sairá tão logo receba outra proposta.
  5. Ganha um funcionário grato. Não tem jeito, quando alguém se recoloca, uma dívida de gratidão se instala no coração de quem venceu o desemprego e, certamente, isso se refletirá na relação do novo colaborador com a nova empresa.
  6. Não precisa pagar salário astronômico para tirar uma pessoa de outra empresa. Claro, ninguém sai de um trabalho sem receber uma remuneração superior à anterior. No caso de contratar alguém desempregado, é possível pagar um salário de mercado normalmente, sem insatisfação do contratado.

 

Não tenho dúvidas dos benefícios de contratar um funcionário que está disponível ao mercado, ao invés de selecionar um já compromissado com outra empresa. Claro, não é uma regra geral, mas pode ser uma excelente experiência para recrutadores e empresas que obedecem tão cegamente a essa “regra” de só contratar quem já está trabalhando!

Com a palavra, os recrutadores!

Eng. William Mazza

Anúncios

9 comentários em “Recrutador: quebre a lógica estúpida do mercado!

  1. Excelente Texto WMazza. Concordo com você. Acho somente um exagero dizer que um profissional que atualmente está trabalhando e decide trocar de empresa, vai fazer isso como se troca de camisa. Isso pode acontecer também com quem acaba de ser recolocado no mercado. Lembro que, depois de empregado, alguns continuam a receber propostas porque seu CV ficou semeado em vários lugares e pela graça de DEUS, germinaram. As vezes, mesmo empregado podemos nos sentir “desempregado” por inúmeras razões e assim, ter tanto (ou mais até…) empenho na busca de uma nova empresa quanto alguém que está disponível.
    No mais, estou 200% com você no apelo social. Reposicionar um profissional deve ser a prioridade de um recrutador, em especial pela enorme massa de profissionais muito bem qualificados aguardando uma chance.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Não sabia (não estou sendo irônico) que existem recrutadores que fazem uso dessa “regra”. Realmente se é fato, se trata de um modo de operar completamente equivocado! Só vejo, na verdade, uma razão para contratar quem ainda (muita atenção nesse “ainda”) está empregado: quando os requisitos da vaga são tão específicos, que apenas pessoas empregadas os preenchem, do contrário, todos os argumentos do texto já esclarecem.

    Curtir

  3. E muitas vezes a baixa performance é por consequência de empresas que pagam mau nem tem benefícios, lideres despreparados, falta de meritocracia. E conheço muitos que estão desempregado, mas estão fazendo cursos, certificações e até cursos gratuitos para ficarem mais afinados.
    Muito bom seu artigo

    Curtir

  4. Otimo texto, e isso atualmente não reflete com a situação do mercado e eu notei isso numa entrevista que eu fiz esses dias aonde numa sala tinha 6 candidatos sendo que 4 estavam empregados e dois desempregados, acho que a empresa tem que rever essas postura.

    Curtir

  5. Perfeito texto ,principalmente neste cenário atual há muitos talentos buscando oportunidades e que estão buscando uma chance de mostrar seu valor .

    Curtir

    1. Nem acredito que Clodoaldo Araújo lê o Blog do Mazza. Sou seu fã cara, cursei engenharia civil trabalhando de armador de ferragens e quero, em breve, ter minha empresa na área de projetos. Parabéns ao William.

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s