500 ou 10 mil conexões: que diferença faz?


Muita! Não pelo número em si, mas pela qualidade e engajamento de sua rede de contatos. Como assim? Explico.

Eu me divirto muito com o desespero das pessoas nas redes sociais para obter uma legião de seguidores. No Twitter esse afã é muito nítido: “me segue que eu sigo de volta” ou “SDV”. No Facebook também é muito comum ver usuários com 3 ou 4 mil “amigos”, mesmo que seja impossível administrar tantas “amizades” assim.

No Linkedin ocorre o mesmo fenômeno. Quem nunca viu um nome de perfil: “Fulano da Silva (+35k)”? Aposto que muitos veem, mas não entendem. O dizer “+35k” significa que o fulano tem mais de 35 mil conexões. Mas uma pergunta não quer calar: precisa mesmo ter tanta gente assim? Em quê isso ajuda?

Então, depende. O número por si só não ajuda muito se sua audiência não for engajada. De que adianta ter 20 mil conexões se apenas uma dúzia de pessoas realmente curtem, comentam ou compartilham suas publicações? Esse tipo de baixo engajamento não ajuda ninguém a obter relevância na rede. Agora, alguém pode ter 500 conexões, mas daquelas que fazem barulho, aí a estória é outra!

É infinitamente mais proveitoso estabelecer conexões relevantes, daquelas que se interessam e gostam de suas publicações, fazendo seu nome girar de verdade. Mais vale uma pessoa que curte e compartilha seus posts do que mil que nunca interagem contigo! O Linkedin dá muito mais destaque a usuários com interações do que com visualizações*. Escreva um post em que surjam 10 comentários, e ele será mais valioso nos critérios de relevância da rede social (qualquer uma!) do que um outro com 15 mil visualizações e nenhuma manifestação.

Minha sugestão é: troque o papel de metralhadora de contatos pelo de criador de conteúdos relevantes, pois nesse último caso você atrairá interessados no seu perfil e sem dúvidas colherá benefícios muito maiores do que apenas ter uma legião de fantasmas como “amigos”.

Só para provocar: será que alguém realmente acredita que tenha milhares de amigos? Opine abaixo em “comentários”.

Eng. William Mazza

*Referências bibliográficas:

  1. ANDERSON, ANDY. SOCIAL MEDIA: How to Skyrocket Your Business Through “Social Media Marketing”. 2016.
  2. SAMMONS, STEPHANIE. Linked to Influence: 7 Powerful Rules for Becoming a Top Influencer in Your Market and Attracting Your Ideal Clients on Linkedin. 2014: Archangel Ink
  3. MACARTHY, ANDREW. 500 Social Media Marketing Tips: Essential Advice, Hints and Strategy for Business. 2016: Amazon.
Anúncios

Um comentário em “500 ou 10 mil conexões: que diferença faz?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s