Antes que me perguntem, respondo: SIM! Todas semanas headhunters me ligam ou mandam mensagens! E há semanas em que recebo 2, 3 ou até 5 contatos! A maioria quer indicações de profissionais:

“WMazza, conhece um engenheiro eletricista em Campinas?”“Mazza, indica algum controller para grande multinacional aqui para SP capital?
Outros, porém, pedem auxílio para divulgação de vagas específicas:

“William, divulga na sua rede essa vaga para Porto Alegre, por favor?”

E, claro, alguns outros ligam para sondar meu momento profissional. Nesse caso, agradeço gentilmente, e digo que estou muito satisfeito onde estou.

Meu intuito com esse post é – mais uma vez! – auxiliar aqueles que buscam por uma oportunidade de trabalho, mostrando que é possível sim, mesmo nessa crise horrorosa, ser contatado por profissionais e chamado para entrevistas!

1. Tenha um perfil de Linkedin bem feito!

Não tem jeito! A primeira impressão é a que fica. Quando alguém acessa seu perfil aqui na rede, ou ama ou odeia! Seu perfil precisa estar completo, consistente, coerente, bem escrito, repleto de arquivos multimídia (fotos, vídeos, etc.), cheio de recomendações e competências indicadas.

Quer ajuda nesse quesito? Acesse-me por e-mail: wmazza@bol.com.br

2. Exponha-se!!!

Repito isso todos os dias a meus assessorados: Linkedin não é CV on-line, nem caderno de empregos de jornal de domingo! Não adianta entrar mudo, vasculhar vagas e sair calado. Precisa interagir. E não estou falando apenas de dar likes nos posts dos outros. Não! Dê sua opinião, comente, diga o que pensa. Só assim sua presença será notada e chamará atenção de recrutadores por aí!

Na dúvida, leia meu post “LINKEDIN NÃO É SÓ UM CADERNO DE EMPREGOS!

3. Escreva posts!

Alinhado com o item anterior, escrever posts é uma das alternativas mais eficazes para ficar conhecido. É uma oportunidade ímpar de mostrar seu conhecimento técnico, sua capacidade de argumentação e também de interação com outros usuários que comentarão suas opiniões.

Mas há que se ter paciência e persistência! Meu primeiro post, há mais de 1 ano e meio no ar, até hoje só teve 108 visualizações. Para atingir 10 mil visualizações, precisei escrever mais 93 posts!

Leia meu maior sucesso de público: “QUER SABER MINHA PRETENSÃO SALARIAL PARA QUÊ?“.

4. Fale inglês fluentemente!

Eu já perdi vaga boa no passado por falar inglês macarrônico. Eu me achava fluente, mas na verdade não era! A maioria exagera o nível do inglês: quem nada fala, diz que é básico. Quem é básico, diz ser intermediário. E o intermediário diz ser avançado. Quando um headhunter perguntar seu nível de fluência, na maioria das vezes ele fará o teste. Se for incompatível com a propaganda, certamente ele nunca mais ligará para você!

Eu fiz minha lição de casa! Estudei e ainda estudo para caramba! Hoje, com muito orgulho, afirmo sem medo que falo fluentemente a língua inglesa! Por isso, faça como eu fiz e resolva de uma vez por todas essa questão do idioma!

Assista a meu vídeo: “#12 Como se aprende inglês?

E também leia meu post: “QUAL SEU NÍVEL DE INGLÊS?

5. Construa uma história de confiança no Linkedin

Faz 9 anos que possuo conta aqui no Linkedin. Procurei sempre criar um perfil íntegro e confiável. Não fico difamando outros profissionais, muito menos empresas alheias. Também não cuspo no prato em que comi, falando mal de ex-gestores e ex-colegas de trabalho.

Pelo contrário, sempre busquei agregar valor e construir uma rede baseada no respeito e confiança. Alguns headhunters da minha rede me conhecem há anos, e nunca duvidaram de minha índole.

6. Possua uma grande rede de contatos engajados

Muitas pessoas apresentam milhares de conexões por aqui. Saem adicionando todo tipo de profissionais que encontram pela frente! Não gosto dessa prática. Afinal, de que adianta um contato que nunca interage nada contigo? É só um número, mais nada.

Minha rede é fruto de anos de conexões e crescimento orgânico, ou seja, sem mágicas. O resultado é que minhas conexões interagem demais comigo e eu com elas. Para minha felicidade, tenho seguidores que curtem, comentam e compartilho praticamente tudo que posto. Claro, nem sempre concordam comigo, o que por sinal é ótimo, pois sempre tenho a oportunidade de rever minhas posições.

Esse enorme fluxo de mensagens e compartilhamentos, obviamente também atrai novos headhunters e profissionais de recrutamento e seleção, aumentando a visibilidade de meu perfil e os novos contatos a que me referi no título desse post.

7. Faça o que o headhunter te pedir!

Não deixe o headhunter no vácuo. Pediu indicação, indique rápido. Pediu compartilhamento de vaga, compartilhe rápido. Pediu para falar contigo, agende o bate-papo rápido. Seja esperto e mantenha o melhor relacionamento com esses profissionais, afinal, você nunca sabe quando precisará da ajuda deles.

Outro ponto importante, é que os headhunters se conhecem e se falam o tempo todo. Nada melhor do que ser motivo de indicação entre eles. E olha, afirmo de carteirinha, eles te indicam meeeeeesmo, viu?!!

8. Tenha paciência

Talvez você consiga adicionar mil pessoas por dia em suas conexões, mas isso não quer dizer que construiu network com mil pessoas. Dessas mil, talvez umas 50 mantenham contato contigo, enquanto as outras 950 serão só estatística. Sendo assim, não metralhe pedidos de conexão sem nenhum critério. Também não adicione qualquer um que pedir contato, pois muitas vezes o outro também só quer saber de número.

Não sabe fazer networking? Leia meu post “Networking de mentirinha não resolve!

9. Faça o indicado saber que você o indicou

Essa é quase uma lei natural de reciprocidade. Pessoas ficarão muito gratas quando você indicá-las para vagas quaisquer. Dessa forma, quando headhunters ligarem para elas, com certeza elas também te indicarão. Simples assim.

10. Faça boas indicações

Por último, mas não menos importante. Não indique apenas os “trutas” para vagas que te pedirem. Lembre-se também dos ótimos profissionais com quem topamos por aí, e indique-os! Ótimas indicações fazem os headhunters te contatarem muitas outras vezes.

Caramba! Se você chegou até aqui é porque está realmente interessado, hein? Essas dicas são reais e fruto do meu trabalho diário aqui no Linkedin. Não tenho nenhuma dúvida de que funcionam na prática. Quer headhunters na sua cola o tempo todo? Basta fazer o que orientei acima. Boa sorte!!!

Eng. William Mazza

*também realizo análises minuciosas de CV e perfil de Linkedin, além de ter bolado a “Estratégia de Recolocação Profissional do WMazza em 10 passos” – Conheça!!!

Anúncios