O MBA foi algo que caiu nas graças dos profissionais ao longo dos últimos 15 anos. Em termos gerais, é uma especialização em negócios que pode potencializar em muito a carreira de qualquer um. Mas a questão que me interessa agora é: Ok, mas fez MBA pra quê mesmo?

Cada um sabe o verdadeiro motivo para realizar um MBA. Destaco algumas possibilidades:

  • aprender e/ou aprofundar conceitos de negócios
  • realizar network de qualidade
  • ter contato com o que há de mais recente no mundo dos negócios
  • incrementar o currículo pessoal

Na verdade, qualquer MBA – de qualidade – fornecerá os 4 itens citados e ainda mais benefícios, mas não se iluda, pois também há algumas desvantagens:

  • alto custo de investimento
  • forte dedicação dispensada ao longo de provavelmente 2 anos de curso

 

Em resumo, parece inegável que os benefícios de realizar um MBA suplantam e muito o preço a ser pago por esse título de pós-graduação.

Contudo – sempre aparece um senão… – infelizmente, tenho visto ao longo da vida profissional pouquíssimas pessoas trazendo ao ambiente de trabalho os frutos dessa empreitada. Parece-me que o status do título não encontra correspondência em resultados palpáveis, ou no português claro, é muita pompa para muito pouco!

Ainda há muita gente que pensa apenas no diploma, pensando em surfar na onda do glamour pelo resto da vida, mas vejo o contrário, pois alguém que tenha buscado uma formação extra e de alto nível tem obrigação de se tornar um profissional de referência. Necessariamente, precisa utilizar métodos de trabalho mais sofisticados, obter resultados mais expressivos e fazer análises mais profundas que a média, afinal, a pergunta que não quer calar ainda é: “Fez MBA pra quê mesmo?”.

Eng. William Mazza

*também realizo análises minuciosas de CV e perfil de Linkedin, além de ter bolado a “Estratégia de Recolocação Profissional do WMazza em 10 passos” – Conheça!!

Anúncios