O que a Disney me ensinou sobre trabalho?


Quem já teve o privilégio de ir à Disney World há de concordar comigo: é uma experiência incrível! Não só pela diversão e acesso ao mundo da fantasia, mas também pela alta qualidade dos serviços oferecidos, e excelência em tudo que fazem. Gostaria de compartilhar algumas lições que aprendi na presença de Mickey Mouse e seus amigos:

Organização

Ser organizado significa saber o que fazer, quando fazer e a que horas fazer. Na Disney, horários são cumpridos. Se a placa diz que o ônibus passa a cada 45 minutos, pode esperar que ele passará. É uma ótima oportunidade para revermos nossa organização pessoal, e do departamento em que trabalhamos. Os compromissos são agendados e as agendas individuais respeitam o planejamento?

Respeito

Toda atração considera os visitantes da mesma forma, independente se são cadeirantes, portadores de necessidades especiais ou usuários quaisquer. Todos têm acessos e direitos iguais. E nós? Tratamos nossos colaboradores com equidade, ou ao menos nos importamos se há acesso para todos participarem?

Padrão

Os funcionários dos parques são treinados em padrões definidos e conhecidos. Isso quer dizer que, independente de quem o atender, a orientação será a mesma. Num local que lida com milhares de pessoas diariamente, é importante saber orientar e o que fazer no maior número de situações possíveis. E em nosso local de trabalho, como funciona? Cada um faz o que quer, do jeito que der na telha? Não deveria ser assim, não é mesmo?

Um sorriso faz muita diferença

Em 90% das abordagens aos colaboradores do mundo Disney, você é recebido com educação e um sorriso no rosto. Nossa! Nunca tinha me atentado como isso pode fazer diferença! Como é bom ser tratado dessa forma! Logo me lembrei de algumas repartições públicas em que tive o desprazer de frequentar aqui no Brasil, e ser atendido com desdém e menosprezo por alguém intitulado de “servidor público”. Quanta diferença!

Poderia escrever muitos outros aprendizados, mas esses foram os que mais me chamaram atenção. A Disney é uma empresa como outras tantas mundo a fora. Seus funcionários não são melhores nem piores que ninguém. Agora, sem dúvidas, minha experiência foi ótima por lá, e me trouxe muita inspiração para me tornar um funcionário melhor, e também um gestor mais atento à satisfação dos colaboradores que me são confiados diariamente. Obrigado, Mickey!!!!

Eng. William Mazza

wmazza@bol.com.br

*também realizo análises minuciosas de CV e perfil de Linkedin, além de ter bolado a “Estratégia de Recolocação Profissional do WMazza em 10 passos” – Conheça!!

Anúncios

5 comentários em “O que a Disney me ensinou sobre trabalho?

  1. Tive por outro lado, experiencia de viver como colaborador em empresas no Brasil que idolatram o business style da Disney e por uma particularidade, acredito, brasileira, achavam que bastava um decreto e no dia seguintes padrões teriam sido criados e estavam sendo cumpridos, todos com sorridentes oferecendo atendimento.
    Ora! o pecado profissional é imaginar que a Disney não passou por um exaustivo planejamento do que, quem, como, onde e porque cada coisa seria feita, que isto gerou uma cultura organizacional que foi amplamente divulgada e treinada que pela atitude dos líderes junto aos liderados gerou um clima motivacional em que todos entendiam, foram habilitados e passaram a agir como orientados. Cultura organizacional é algo que precisa ter pessoas prontas para fazer com que o grupo entenda e pratique, não pela “ordem dada” mas pelo desejo de fazer parte do enredo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s