Você entra e sai do Linkedin e nada acontece. Tanta gente fala bem a respeito dessa rede, mas parece que só funciona para os outros. Afinal, qual é a realidade? É boa mesmo ou puro mito cibernético? Afirmo com convicção: não é boa, é ótima!!! E mais: eu vou te contar “o maior segredo do Linkedin”! Vem comigo!

Lembro-me como se fosse ontem: estava navegando pela internet lá pelos idos de 2008, quando recebi um convite inusitado via e-mail. Algum amigo estava me chamando para fazer parte de uma comunidade chamada “Linkedin”. Fiquei super curioso e logo fui ver o que era aquilo. Mal sabia eu como minha vida mudaria a partir daquele momento.

Achei uma baita ideia: uma rede só de profissionais! Uma oportunidade ímpar de estar em contato com outros profissionais e recrutadores do mundo todo. Sem dúvidas, algo que viria para ficar. E foi assim mesmo. Quem chegou no Linkedin há pouco tempo não tem ideia de como essa plataforma evoluiu. Na verdade, migrou de currículo on-line para rede social profissional: uma enorme diferença!

Muitos não percebem o potencial do Linkedin. Ainda estão atrasados desde a época em que realmente era apenas um CV virtual. Hoje em dia, 2017, apresentar um bom perfil de Linkedin é só o começo para uma atuação de sucesso por lá. E agora chegou o momento de revelar o grande segredo do Linkedin:

“Linkedin é local de interação!!! A chave da performance excepcional é usar e abusar de todos os mecanismos de interatividade que a plataforma oferece!”

Só isso? Esse é o grande segredo? Claro que é! Digo e repito: não basta criar um perfil atraente e campeão. Isso é bom, claro, mas é pouco. Ficar esperando que o mundo profissional te encontre e passe a admirá-lo a partir de então é pura ilusão. É mais que necessário criar seu espaço!

Você terá que se expor sobremaneira, seja escrevendo artigos ou postando, comentando e compartilhando artigos, até mesmo interagindo nos grupos e dando a cara à tapa. Sua rede começará a crescer e aquilo que disser atingirá dezenas ou centenas de milhares de pessoas. E isso incomoda muita gente, pode crer. Por outro lado, seu nome passa a girar pelos quatro cantos do Linkedin e muitas amizades inimagináveis começam a surgir.

E não pense que sua atuação poderá ser esporádica: negativo! A dedicação é diária. Menos de um mês atrás, fiz uma experiência: tirei 15 dias de férias e sumi do mapa para ver no que dava. Impressionante! As visualizações de meu perfil e os pedidos de conexão desmoronaram. Praticamente fui “apagado” do Linkedin. Mais uns 15 dias e acho que teria que recomeçar meu trabalho de novo quase do zero. Um bom exemplo é esse: estou escrevendo e postando este artigo em pleno sábado à tarde – horário de silêncio sepulcral na maior rede de profissionais do mundo.

Já escrevi muito sobre esse tema, mas é sempre bom insistir: “Linkedin não é jornal de domingo, onde você entra, circula as vagas de interesse e cai fora, ou seja, entrar mudo e sair calado é puro desperdício de tempo e energia”.

Quer um perfil que bomba? I-N-T-E-R-A-J-A!!!!!

Essas são as dicas de um cara que saiu do ZERO, atingiu o limite de 30.000 conexões, recebe mais de 200 novos seguidores por dia e tem publicações que passam de 300.000 visualizações.

Eng. William Mazza

contato: wmazza@bol.com.br

*também realizo análises minuciosas de CV e perfil de Linkedin, além de ter bolado a “Estratégia de Recolocação Profissional do WMazza em 10 passos” – Conheça!!

Anúncios